Author Archives: Editor

Como é feito o exame de TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA

Category : Informativo

 

Como é feito:

O paciente é deitado em uma maca e posicionado para a realização do exame. O técnico que realiza o procedimento dá orientações ao paciente sobre o que fazer antes, durante e depois do registro da imagem.

Preparo:

É solicitado jejum de seis horas, para o caso de ser necessário o uso do contraste venoso (injetado na veia). O contraste é contra indicado para indivíduos com história de alergia a iodo e seus derivados.


Tipos de mamografia

Category : Informativo

Existem dois tipos de aparelhos de mamografia: o convencional e o digital. Ambos utilizam o raio-X para a produção da imagem da mama. A diferença está na forma como ocorre a captação da imagem mamográfica.

  • Mamografia convencional: utiliza com um filme que após a exposição da mama ao raio-X deve ser processado. A imagem da mama é armazenada no próprio filme e caso haja algum problema técnico com o filme, este terá que ser refeito.
  • Mamografia digital: utiliza um detector que transforma o raio-X em sinal elétrico e transmite para um computador. A mamografia digital oferece vantagens em relação à convencional. A imagem mamográfica pode ser armazenada e recuperada eletronicamente. Permite ao radiologista ajustar as imagens, no próprio monitor da estação de trabalho, realçando ou ampliando alguma área, para melhor analisá-la. Existem, ainda, softwares que auxiliam na detecção de lesões. Com todas essas ferramentas, a mamografia digital pode requerer menor repetição de imagens em relação à analógica, reduzindo assim a exposição à radiação.

Até o momento, os estudos não demonstraram diferenças significativas entre a mamografia digital e analógica, com relação à capacidade de detecção do câncer de mama para a população geral. No entanto, a mamografia digital parece ser mais precisa do que a mamografia convencional em mulheres mais jovens e com mamas densas.


PARA QUE SERVE A ULTRASSONOGRAFIA

Category : Informativo

Exame de diagnóstico por imagem que aproveita o eco produzido pelo som para captar e enxergar, em tempo real, estruturas e órgãos do corpo. O médico passa um gel sobre a estrutura a ser analisada e depois passar sobre ela um aparelho que usa ondas de som para criar uma imagem do local analisado.

Para que serve

Serve para observar e detectar alterações na estrutura anatômica e no funcionamento das mais diversas estruturas do corpo. Auxilia na pesquisa de doenças congênitas ou adquiridas ao longo da vida e permite o acompanhamento da evolução de diversas enfermidades, assim como dos resultados de intervenções cirúrgicas.


Afinal, fazer exames de raio-x faz mal?

Category : Informativo

Os exames de raio-x, quando realizados com a proteção necessária e em uma frequência 
segura, não oferecem riscos para a saúde de qualquer paciente. Isso porque a emissão de 
irradiação, na grande maioria dos exames, é muito 
baixa. Por isso, afirmar que a realização desses exames, que também não são solicitados 
com uma frequência muito alta por médicos, é um risco para a saúde, é uma 
opinião equivocada.

É verdade que estamos sempre expostos a qualquer tipo de 
radiação?

Colocar a culpa do nosso contato com a irradiação nos exames de raio-X também é uma 
afirmação que não está correta, afinal, estamos diariamente expostos a qualquer tipo de 
radiação ao longo de nossas rotinas. O ambiente, os alimentos, nosso corpo e até a 
própria Terra emitem radiação, que são muito similares aos usados em exames médicos.

Essa exposição à radiação também pode variar de acordo com o ambiente onde o 
indivíduo vive e até o estilo de vida que ele leva. Exatamente por esse motivo é que uma 
simples emissão controlada de raio-X durante um exame não deve ser considerada 
extremamente preocupante para a nossa saúde.


BIOMÉDICAS PARTICIPAM DE CURSO EM SÃO PAULO

Category : Informativo

Nos dias 06 e 07 de Abril de 2018 as biomédicas da Clinica Mega Imagem, Jaqueline Busnello e Jaqueline De Oliveira, realizaram em São Paulo o curso de Otimização de Scanning e Protocolos em Ressonância Magnética oferecido pela GE; o curso abordou várias maneiras de como melhorar o exame em termos de qualidade e agilidade, alterando parâmetros de acordo com cada paciente. É a Mega Imagem sempre buscando inovações e conhecimento para proporcionar o que há de melhor para você e sua família.


A densitometria óssea é um exame de radiologia

Category : Informativo

A densitometria óssea é um exame de radiologia que mede, com rapidez e precisão, a densidade dos ossos. O resultado é comparado com padrões para idade e sexo.

É principalmente usada para diagnosticar quadros de osteopenia ou de osteoporose, doenças nas quais a densidade e a quantidade de minerais são baixas, e o risco de fraturas é alto. A osteopenia é uma afecção óssea na qual os ossos perdem estes minerais e têm menor densidade, o que os torna mais frágeis. Quando a perda óssea é grave, a afecção se chama osteoporose.

Os objetivos do exame são: avaliar o grau de osteoporose, indicar a probabilidade de fratura, possibilitar a obtenção da curva de perda óssea através do tempo (quando a avaliação é feita periodicamente), e auxiliar no tratamento médico.


ULTRASSONOGRAFIA

Category : Informativo

O exame de ultrassom (ultrassonografia) é um procedimento médico de diagnóstico que utiliza ondas sonoras para produzir imagens visuais dinâmicas dos órgãos, tecidos ou fluxo sanguíneo dentro do corpo. As ondas sonoras são transmitidas para a área a ser examinada e os ecos que retornam são capturados para oferecer ao médico uma imagem em tempo real da área definida. O exame de ultrassom não requer o uso de radiação ionizante, nem de agentes de contraste nefrotóxicos.

O ultrassom possui diversas vantagens as quais o fazem ideal em situações numerosas, em particular, estudos da função de estruturas em movimento em tempo real. Ela pode ser usada par examinar algumas partes do corpo como abdômen, coração, vasos sanguíneos, músculos, artérias carótidas e sistema reprodutivo feminino incluindo gestação e diagnóstico pré natal. Por causa da sua natureza não ionizante, essa é uma boa opção de exame de imagem quando há sensibilidade ao uso da radiação, como em usos pediátricos ou mulheres grávidas.

O ultrassom é baseado no sonar e utiliza uma máquina com um processador de computador para criar as imagens de Ultrassom. Um transdutor é colocado na área do corpo a ser visualizado. As ondas sonoras que retornam, ou ecos, são processados pelo computador e convertidos em imagens.
A forma especifica do Ultrassom que é utilizada para examinar o coração é conhecida como ecocardiograma e permite que as válvulas do coração e fluxo sanguíneo se jam visualizados.


Por que é realizada Densitometria Óssea somente de coluna e fêmur?

Category : Uncategorized

 

A Densitometria Óssea pode ser realizada em qualquer parte do corpo. Contudo foram estabelecidas duas regiões (Coluna Lombar e Quadril ou Fêmur proximal) com áreas representativas e de maior importância.

O exame consiste numa amostragem óssea nas duas regiões, examinando os tipos de estruturas ósseas (osso trabecular e osso cortical). Foi demonstrado que de um modo geral, o que existe no fêmur direito é semelhante ao que se encontra no fêmur esquerdo, sendo desnecessário, portanto, realizar o exame nas duas pernas. Deve-se também fazer as duas incidências (coluna lombar – conhecida como lombo-sacra, e quadril, ou chamado de fêmur ou região coxo-femural) já que elas representam estruturas ósseas diversas.


QUANDO A RESSONÂNCIA MAGNÉTICA É INDICADA

Category : Informativo

A ressonância magnética é indicada nos seguintes casos:
• Identificar doenças neurológicas, como Alzheimer, tumor cerebral, esclerose múltipla ou AVC, por exemplo;
• Observar inflamações ou infecções no cérebro,nervos ou articulações;
• Diagnosticar lesões osteomusculares, como tendinite, lesões nos ligamentos, cistos, como o cisto de Tarlov ou hérnias de disco, por exemplo;
• Identificar massas ou tumores nos órgãos do corpo;
• Observar alterações nos vasos sanguíneos, como aneurismas ou coágulos.